Hackers do Benfica atacam site do Sporting durante o intervalo do dérbi

O site oficial do Sporting foi vitima de um ataque informático durante o jogo com o Benfica, o ataque impede os utilizadores de acederem ao conteúdo disponível no site dos leões.

Um pirata informático associado ao clube da luz hackeou o site do Sporting na internet. O ataque aconteceu enquanto a equipa leonina disputa o derby frente ao Benfica, a contar para a 33.ª jornada do Campeonato.

Esta ação, reclamada por Bala Sniper impediu a visualização de qualquer tipo de conteúdo no site leonino mas entretanto o clube leonino conseguiu repor a normalidade, sendo já possível aceder ao site.

Aplicações Premium para Smartphones grátis na PlayStore

Aproveita as ofertas que a Android está a oferecer para smartphones e tablets, aplicações para tudo, jogos, icons, personalizações, entre outros.

Temos a que nos chama pela manhã, aquela determinada onde lemos notícias, gerimos as redes sociais, o e-mail e até a conta do banco. São apps e mais apps que utilizamos diariamente e que Inúmeras vezes pagamos para as ter com bem mais recursos e sem publicidade.

A PlayStore com determinada regularidade entra em saldos e agora apresentamos-lhe uma outra seleção de vinte e cinco apps pagas para Android que pode ter sem gastar um cêntimo.

A sequência de 25 apps que mostramos, inclui jogos e pacotes de ícones e personalizações, completamente gratuitos. Diversas das promoções acabam brevemente por isso não perca tempo a efectuar as suas selecções, os valores indicados são os preços originais de cada aplicação, que agora estão gratuitas.

  1. Sentence Master Pro (15,99 €)
  2. Ekstar Unit Converter (7,49 €)
  3. Transmission GUI (4,59 €)
  4. Fnetchat Pro (3,49 €)
  5. PRO Local Bitcoins (2,99 €)
  6. Your Phone Cleaner Pro (2,79 €)
  7. Reminder – Pro (2,39 €)
  8. Division Math Trainer (1,99 €)
  9. DodiLocker Apps PRO (1,89 €)
  10. nBubble Elite – Notifications in bubble (1,59 €)
  11. Material Reboot (1,19 €)
  12. PhotoDj (0,99 €) – oferta termina hoje!
  13. Screenshot Pro 2 (0,99 €)
  14. Math Puzzles PRO 2018 (4,99 €)
  15. Novos quebra-cabeças matemáticos para génios 2018 (4,59 €)
  16. Star Wars™ Pinball 6 (2,29 €)
  17. Funny Rollercoaster VR Cardboard (1,99 €)
  18. Candy Sky: Rolling 3D (1,99 €)
  19. Classic Block Master(old style) (1,49 €)
  20. Beneath the Basement (1,19 €)
  21. Quizio PRO: Quiz game (0,99 €) – oferta termina hoje!
  22. Pixcyl – Icon Pack (2,09 €)
  23. UNICORN ROUNDIES ICON PACK (2,09 €)
  24. Smart Touch (Pro – No ads) (1,89 €) – oferta termina hoje!
  25. NAZG III (1,49 €)

Tronsmart, a nova marca chinesa que se está a impor no mercado da tecnologia

Todos os dias observamos mudanças no universo da tecnologia, algumas delas muito ligeiras, outras fraturantes… mas o que é certo é que este universo não para e constantemente vemos novos players a sedimentar a sua posição.

Tronsmart é provavelmente um nome que nunca ouviu falar, mas que está associado à tecnologia móvel e aos acessórios quase indispensáveis à utilização do smartphone. A marca chinesa está a chegar ao mercado ocidental e já conta com uma grande oferta de produtos. Hoje damos-lhe a conhecer alguns deles.

Sempre que uma nova marca surge no mercado com uma vasta gama de produtos, ou apenas com produtos que se distinguem numa determinada área, é certo que a vamos tentar explorar um pouco melhor.

A Tronsmart é uma marca chinesa, pois claro, sediada em Shenzhen, que já está a atuar no mercado desde novembro de 2013. No seu início, a sua aposta era focada em boxes de TV, tendo depois sido alargada para acessórios de carregamento rápido e hoje já conta com uma oferta interessante de produtos de áudio.

 

Áudio

No áudio a Tronsmart oferece várias propostas de colunas Bluetooth, desde pequenos equipamentos à prova de água para levar para qualquer lugar, como a Tronsmart Element T4, até a opções mais robustas, como a Tronsmart Element Mega.

Esta Tronsmart Element Mega, por exemplo, tem Bluetooth 4.2, NFC, som digital 3D com tecnologia DSP e vem equipada com duas colunas subwoofer de alta fidelidade, capazes de reproduzir som com uma potência de até 40W.

A Tronsmart Element Mega pode ser adquirida em armazém espanhol, com um desconto de 5€ utilizando o código de desconto RPDCMYEX.

Ainda dentro da oferta dedicada ao áudio, a marca também oferece headphones e earphones para todas as necessidades, tudo com a componente sem fios.

 

Powerbanks

Nesta área os powerbanks com carregamento rápido a partir dos 10000 mAh (com Quick Charge 3.0) são opções muito interessantes. No entanto, são os powerbanks “inteligentes” que primam pela diferença. A marca dispõe de 4 opções com tecnologia VoltiQ, capaz de detetar qual a corrente necessária para cada tipo de dispositivo. Dentro desta oferta, alguns deles ainda permitem efetuar carregamento sem fios.

 

Carregadores & cabos

Carregadores com 3 portas USB, com carregamento rápido, com tecnologia VoltiQ, prontos a carregar tanto smartphones como computadores portáteis, com potencia até 48W, são as ofertas neste campo, seja para carregadores para a energia elétrica convencional ou para ligar ao isqueiro do carro… sim, carregadores de isqueiro com 3 portas USB, com Quick Charge 3.0 e potência de 42W, tudo num só!

Mas há mais. Tem ainda ofertas de docas de carregamento para secretária, com potência até 90W e ainda carregadores para carregamento sem fios.

Adaptadores USB Tipo-C para HDMI, RJ45, para USB… entre outras opções; cabos USB/microUSB; cabos USB Tipo-C; e cabos Lightning fecham o leque de produtos da marca.

Tal como referido inicialmente, a Tronsmart está a começar a apostar em força no mercado ocidental e prova disso é a parceira estabelecida com o jogador Luis Suárez, a jogar atualmente no FC Barcelona, que passa a ser a cara da marca e em específico da tal coluna Bluetooth Tronsmart Element Mega já referida, com uma edição limitada assinada pelo jogador.

Novo apartamento com apenas um clique

Sabias que todos os imóveis são projectados com um perfil de morador em mente, seja no desenho da planta, na área comum ou no local de construção? 

Com isso em mente, o Meu Imóvel aparece como a sua consultoria imobiliária pessoal: você fala um pouco sobre você e recebe as indicações dos nossos especialistas para o seu perfil, na hora. As melhores opções estão a apenas alguns cliques.

Como criar boas imagens para o teu blog

As imagens de publicações do teu blog são importantes por vários motivos. Elas ilustram pontos importantes para seus leitores, destacam os partilhas sociais de suas artigos no feed de notícias, dividem o texto para facilitar a leitura do conteúdo e incentivam as pessoas a compartilhar sua artigos sem nenhum outro motivo além da imagem principal. Embora existam muitas fontes de imagens prontas para usar, você deve considerar criar imagens exclusivas por conta própria.

Porque é que precisas de criar as tuas próprias imagens

Podes estar-te a perguntar, já que mencionei que existem muitas fontes de imagens prontas para usar já disponíveis, porque gostarias de gastar o teu tempo a criar as tuas próprias. Aqui estão apenas algumas boas razões.

  • As fotografias são genéricas e amplamente utilizadas. Qualquer pessoa pode comprar e usar uma foto de estoque por menos de um dólar, o que significa que muitas imagens aparecem na Internet centenas ou milhares de vezes. Se você tem como objectivo criar conteúdo exclusivo, por que é melhor usar uma imagem genérica?
  • O uso da imagem da Creative Commons pode sair pela culatra. Muitas imagens Creative Commons são licenciadas especificamente para uso não comercial. Não comercial está aberto à interpretação do proprietário da imagem, portanto, se você usar a imagem dela em um blog de propriedade de uma empresa ou de um blog que gere receita, isso pode ser considerado um uso comercial.
  • As pessoas gostam mais de partilhar imagens que nunca viram. As pessoas que gostam de compartilhar imagens em sites como o Pinterest têm mais probabilidade de compartilhar a sua, se é algo que elas nunca viram antes, ou que é útil ou simplesmente visualmente atraente.

Como usar as tuas próprias fotografias

Se gostas de tirar fotografias, criar as tuas próprias fotos para o conteúdo é uma óptima maneira de incorporar teu hobby em seu marketing. Leva a câmara para onde fores para capturar imagens que possam ser usadas para futuros conteúdos.

Por exemplo, se você escreve sobre marketing local, então fotos de empresas locais seriam óptimas opções literais. Se você gosta de injectar algum humor em seu conteúdo, tire fotos de coisas que seriam engraçadas. Qualquer oportunidade de fotografar uma cena com palavras também pode ser útil para o conteúdo.

photography-for-content-1

A melhor parte de usar sua própria fotografia é que você não precisa ser um fotógrafo profissional com equipamentos e softwares caros para criar óptimas fotos. Você pode simplesmente usar seu smartphone e aplicativos gratuitos como o Aviary para editar as fotos que você cria, directamente no seu dispositivo.

11 aparelhos futuristas que podes querer comprar

Ciência e tecnologia andam de mãos dadas e, ultimamente, parece que estão se movendo à velocidade da luz.

E nós que estamos submersos neste mundo moderno, queremos mais. E dado o desejo de não querer mover um dedo, os criadores de novas tecnologias trabalham incansavelmente para nos agradar. Você já imaginou ir dormir e pela manhã pegar suas roupas já passadas como por magia? Isso é possível e você não precisa esperar mais, porque o futuro é agora!

1. Dispositivo para contar calorias em um prato preparado

Para calcular a quantidade de calorias em um prato preparado, você deve abrir a porta e colocar o prato no interior; O sistema analisará o alimento de forma independente de acordo com 3 critérios e exibirá o resultado em sua tela ou na tela de seu telefone.

contador de calorias

2. Meias inteligentes

As meias inteligentes são mais precisas em comparação com a famosa pulseira de fitness. Este dispositivo monitora a atividade física, conta calorias queimadas e até ajuda o usuário a escolher o par de sapatos esportivos perfeito para ele. Você pode lavar as meias como uma peça de vestuário normal, na máquina de lavar roupa. Seu preço é de US $199.

Meias inteligentes

3. Almofada purificadora de ar para bebês

Os filtros integrados na almofada podem purificar o ar do escape do carro, gases e fuligem. Esta almofada cria uma espécie de bolha de ar ao redor da cabeça da criança e não permite que ela inale substâncias nocivas.

Além disso, o dispositivo responde a níveis crescentes de gases perigosos, como óxido de nitrogênio e monóxido de carbono, e avisa os pais sobre isso através de um aplicativo móvel. Seu custo aproximado é de US $200 e os filtros de substituição custarão apenas US $5.

Almofada purificadora de ar para bebês

4. Almofada robótica para insônia

Este travesseiro não só ajuda você a adormecer, mas também reduz a ansiedade e ajuda a eliminar o estresse. O robô analisa o seu ritmo de respiração e se adapta silenciosamente. Este travesseiro é capaz de tocar sons ou música relaxantes, dependendo da escolha do usuário. O travesseiro custa 412 euros.

Almofada robótica para insônia

5. Lentes com terapia de luz para adaptar atrasos de tempo

O princípio dos óculos baseia-se no fato de que nossos relógios biológicos são regulados pela luz, o que contribui para o desenvolvimento da melatonina e, por sua vez, é um regulador do ritmo diário. Se você viajar para o oeste, use o dispositivo à noite para que você não adormeça muito cedo e acorde durante a noite. Se você viajar para o leste, use-os pela manhã por 60 minutos. Desta forma, você adormecerá à noite sem qualquer problema quando chegar ao seu destino. O preço deste dispositivo é de US $299.

Lentes com terapia de luz para adaptar atrasos

6. Barraca para descansar em qualquer lugar

A empresa sueca responsável pela idéia de criar uma tenda portátil admite que eles foram inspirados pelas casas feitas com travesseiros e cobertores, que todos amávamos quando crianças. A vida adulta está cheia de estresse, por que não relaxar e ficar sozinho por pelo menos 5 minutos? O preço desta “casa” portátil para adultos é de apenas US $99.

Barraca para descansar em qualquer lugar.

7. Um espelho especialista em beleza

Este dispositivo irá avaliar o seu rosto em uma escala de 0 a 100, analisar os efeitos dos cremes e outros produtos cosméticos que você usa e fornecer um relatório detalhado e recomendações sobre o cuidado da sua pele com base na análise. Este lindo espelho custa o modesto montante de 360 euros, o que não é tão caro em comparação com os serviços oferecidos por especialistas em beleza.

Um espelho que pode representar especialistas em beleza

8. Óculos que escolhe o ajuste de dioptria correto

Estes óculos serão úteis para pessoas que sofrem de hipermetropia relacionada à idade. Eles são feitos a partir da idéia de binóculos ou um microscópio e permitem que você altere a distância focal simplesmente movendo sua mão. Aqueles que possuem este invento não terão mais que comprar vários óculos convencionais, já que todas as atividades podem ser feitas com a ajuda de apenas um par de lentes. O preço dos óculos é a partir de US $89.

Óculos que escolhe o ajuste de dioptria correto

9. Refrigerador interativo

A geladeira inteligente da Samsung fotografa seu conteúdo e envia a foto ao proprietário para que ele saiba quais produtos comprar. Além disso, pode sugerir várias receitas. A tela permite que você solicite os ingredientes on-line, conheça o clima, ouça música ou veja um vídeo. Esta geladeira inteligente é um pouco mais cara do que as regulares, US $3499.

Refrigerador interativo

10. Máquina de passar roupas automática

Este aparelho assumirá um trabalho de rotina que quase ninguém gosta de fazer: pasar roupas. A máquina funcionará também com tecidos sintéticos, naturais e delicados, como seda ou lã. Pode funcionar com 12 peças ao mesmo tempo, o que economizará muito tempo. As vendas dessa máquina de passar roupas ainda não começaram, mas já existe uma lista de espera para comprá-la.

Máquina de passar automática

11. Dispositivos inovadores para limpar os dentes

Não se surpreenda com a aparência desta escova de dentes e dispositivo de uso de fio dental que é tão estranho. Sua vantagem inegável é que eles permitem que você escove todos os dentes em apenas 6 segundos. Cada pincel é feito com base na digitalização 3D da cavidade oral e custa de US $75 a US $100.

Dispositivos inovadores para limpar os dentes.

A banda sonora de uma revolução nos jogos

A banda sonora é um dos aspetos mais importantes dos videojogos, mesmo tendo em conta que é através dos olhos que procuramos sempre o salto de qualidade a nível gráfico, que é a justificação pelas mudanças geracionais.

Por sua vez, o marketing é também um departamento de inegável importância dentro da equação da indústria.

Em certos casos, ambos os conceitos dão as mãos e temos grandes exemplos de temas musicais comerciais que não nasceram com a intenção de fazer parte de um videojogo, mas que por vários motivos se encontram ligados a eles

Meça o seu ritmo cardíaco com qualquer smartphone

Após ter lido o título deste artigo deve ter pensado: como um telemóvel pode identificar o meu ritmo cardíaco? Pois é. Em apenas quinze segundos é possível saber o seu batimento.

Graças ao Instant Heart Rate, uma aplicação fantástica capaz de mensurar a sua pulsação sem precisar de nenhum gadget adicional ou equipamento externo – apenas o seu smartphone.

Instant Heart Rate 

Certamente a essa hora você deve estar curioso para entender como funciona realmente este recurso da aplicação. Pois bem…

Colocando o seu dedo indicador sobre a lente da câmera o aplicativo consegue detectar suaves mudanças na coloração da pele, causadas pelo fluxo de sangue entre cada batida do coração. Assim, então, ele consegue medir seus batimentos cardíacos.

Para transformar seu iPhone ou Android em um monitor de frequência cardíaca, siga as instruções abaixo e monitore o seu coração seja aonde estiver:

Passo 1. Procure na Android Market a aplicação Instant Heart Rate (ou no iTunes, clicando aqui);

Passo 2. Clique em “Install” e aguarde o download e a instalação;

Passo 3. Execute a aplicação e clique em “Start Using”, no final da tela de boas vindas da aplicação;

Passo 4. Clique no botão de Menu do seu smartphone e vá em “Settings”;

Opções de partilha

Passo 5. Marque a opção “Automaticaly end measure” para que o monitoramento cardíaco finalize em 15 segundos após identificar seus batimentos cardíacos;

Passo 6. Retorne à tela principal da aplicação. Pressione levemente o seu dedo indicador contra a lente da câmara de seu aparelho por uns 15 segundos. É importante estar em um ambiente bem iluminado, de preferência com luz natural, e que você não pressione tanto a câmara. Se o seu smartphone tiver flash o resultado pode ser muito melhor e mais preciso;

Passo 7. Em seguida, aguarde a definição do Instant Heart Rate e veja a sua frequência cardíaca;

Passo 8. Clique em “Share” para compartilhar seus batimentos cardíacos com seus amigos, se assim quiser. Depois, basta escolher a rede social que você deseja partilhar, seja o Twitter, o Facebook, ou mandar por e-mail via Gmail, dentre vários outros serviços.

Agora você pode acompanhar a sua saúde usando o seu smartphone para optimizar as suas actividades físicas e monitorar seu ritmo cardíaco. Vale ressaltar que o uso deste recurso não exclui o seu acompanhamento médico, muito menos as precisas ferramentas médicas.

https://www.youtube.com/watch?v=yYHFLN9Bj78

As inovações tecnológicas mais promissoras

Na saúde, na electrónica, no comércio e nos transportes, o mundo está a mudar diante dos nossos olhos. Na nova edição de Disruptive Innovations, o banco de investimento Citi espreita o que aí vem.

O mundo está a mudar diante dos nossos olhos e o Citi ajuda-nos a espreitar o que aí vem.

 

This is your captain speaking“. Os aviões pilotados por robôs

Já o sublinhava a personagem de Jim Carrey na comédia Doidos à Solta: estatisticamente, tem muito maior probabilidade de morrer num carro a caminho do aeroporto do que ter um acidente fatal de avião. Falamos de uma probabilidade média de 1 em 30 mil contra 1 em 29,4 milhões, calcula-se. “Mas os acidentes de avião acontecem e o erro humano, por vezes, tem pelo menos parte da responsabilidade”, diz o Citi. Isto para não falar de casos como o co-piloto suicida da GermanWings.

A probabilidade de haver acidentes, já de si muito baixa, poderia ser ainda menor se os aviões comerciais fossem pilotados por robôs— isto é, por automatismos de inteligência artificial. Todos sabemos que a aviação comercial já tem uma enorme componente de automatismos, mas a decisão humana ainda tem um papel decisivo. Que o diga o Capitão Chesley “Sully” Sullenberger, que amarou no Rio Hudson em 2009, salvando todos os passageiros mas arriscando uma tragédia.

Como acontece nos carros autónomos, “os pilotos-robô iriam reduzir os riscos associados ao erro humano“, diz Stephen Trent, analista do Citi para o setor dos transportes. Além disso, “haveria ganhos de eficiência que se traduziriam em maiores taxas de utilização das aeronaves”, isto é, lucros mais elevados para as companhias aéreas. “Os voos podem atrasar-se ou ser cancelados quando um membro da tripulação adoece, quando faz greve ou quando está a cumprir os períodos legalmente previstos de descanso entre voos”, nota o Citi, lembrando que todas estas condicionantes não se aplicam a um cenário em que os aviões dispensam os pilotos.


Hyperloop. A mistura entre um Concorde, um canhão elétrico e uma mesa de air hockey

Bem mais próximo no horizonte poderá estar outro conceito de transporte, o Hyperloop, que ganhou mediatismo desde que o presidente da Tesla e da SpaceX, Elon Musk, desafiou os engenheiros de todo o mundo a tornarem realidade uma ideia que nasceu no século XIX. Há pelo menos sete empresas em todo o mundo que aceitaram o desafio e há vários anos estão a trabalhar neste sistema de transporte ecológico que é capaz de atingir velocidades na ordem dos 1.200 quilómetros por hora.

Só à quinta edição das “Inovações Disruptivas” do Citi é que o Hyperloop surge destacado, apesar de há vários anos o conceito ter ganho algum mediatismo — muito à boleia dos talentos de marketingde Elon Musk. A referência ao Hyperloop, nesta edição, é um sinal de que o conceito poderá estar prestes a dar o passo seguinte, em direção à comercialização de uma tecnologia que Musk descreveu como a mistura entre “um Concorde, um canhão elétrico e uma mesa de air hockey“.

Virgin Hyperloop One Company e a Hyperloop Transportation Technologies Company (HTT) são as empresas mais bem posicionadas para o que se pretende ser uma revolução no transporte de pessoas e mercadorias. Há, ainda, uma terceira, mais pequena: a canadiana TransPod, que já fez dois estudos de viabilidade para trajetos do Hyperloop no Canadá e já formou algumas parcerias estratégicas que podem dar gás aos planos da empresa.


Biópsias líquidas. Detetar cancro de forma não invasiva e em tempo real

Quase nove milhões de pessoas morreram em 2016 vítimas de cancro. Segundo a Organização Mundial de Saúde, desde 2012 há 14 milhões de novos casos diagnosticados por ano, um número que pode aumentar em 70% nas próximas duas décadas. Nos países em desenvolvimento, apenas 35% das pessoas dizem ter acesso a estes serviços médicos através do sistema público de saúde; e mesmo entre os que são acompanhados pelos médicos da rede nacional, menos de três em cada dez pessoas recebem tratamento. O problema é, essencialmente, a falta de dinheiro: os mecanismos clássicos de detecção de um cancro são caros, lentos e pouco realistas porque não acompanham a evolução do cancro.

Mas há um novo teste que pode mudar este panorama: é a biópsia líquida. É uma tecnologia tão revolucionária que se acredita poder vir a valer 10 mil milhões de dólares nas próximas duas décadas. Pode mesmo vir a tornar-se “num dos mais importantes avanços clínicos em décadas”, escreve Daniel Arias, analista do Citi.

As biópsias líquidas são procedimentos não-invasivos, ao contrário das biópsias comuns. De acordo com o Instituto do Cancro norte-americano, o médico recolhe uma amostra de um fluído corporal — que pode ser sangue, urina, saliva ou líquido cefalorraquidiano — e faz um teste a esse líquido para encontrar material genético danificado que esteja em circulação nesse fluído. A partir do teste, os cientistas conseguem perceber se esse material genético tem mutações relevantes que possam estar a provocar o desenvolvimento de um cancro. Conseguem-no de uma forma tão pouco invasiva que os testes podem ser repetidos quantas vezes forem necessárias ao longo do tratamento. E isso é importante para monitorizar as mudanças genéticas que vão ocorrendo no tumor à medida que é atacado pela terapêutica escolhida pelo médico.


Programador-cidadão: o valor do programador sem curso, mas com experiência

Existem entre 11 e 21 milhões de programadores profissionais, de software informático, no mundo. São poucos para as exigências do mercado, e não é fácil formar novos: um curso superior nesta área implica pelo menos quatro anos a aprender engenharia eletrotécnica ou informática. E o canudo nem sequer é o mais importante, por vezes, assinala Walter Pritchard, analista do Citi: o que é importante é haver experiência e conhecimentos numa ou várias linguagens de programação (que muitos aprendem de forma autodidata).

O programador-cidadão não têm formação académica na área da engenharia informática, mas aprendeu a desenvolver software de forma autodidata.

É por isso que, prevê o Citi, há uma nova categoria de programadores prestes a tomar conta da onda de “software-ificação” a sacudir o mundo empresarial: são os programadores-cidadãos. De acordo com o dicionário de tecnologias de informação Gartner: os programadores-cidadãos não têm um curso superiornem têm uma formação académica nas áreas informáticas. Tudo o que têm é experiência, que adquiriram de forma autodidata por tentativa e erro, explorando sites e livros e por curiosidade.

O que permite que os programadores-cidadãos sejam disruptivos são as chamadas plataformas low code, que tornam possível que “utilizadores não profissionais criem novas aplicações ou programas a partir de uma base de códigos empresariais ou coletivas”, específica de cada empresa ou setor.

Em última análise, explica o site, são amadores que utilizam funcionalidades de aplicações que já existem e as montam como Legos até conseguirem o produto que imaginam. Isso tem desvantagens: a sua existência já levou à criação do termo “shadowIT”, uma expressão que designa os sistemas de informação e tecnologia que, por terem sido desenvolvido sem conhecimento total das empresas, nem sempre se encaixam na arquitetura do sistema de software da companhia, comprometendo a sua integridade. Ainda assim, é nas mãos deles que as exigências para desenvolvimento de aplicações — que se preveem crescer cinco vezes mais até 2021 — podem mesmo ser satisfeitas.

O conceito não é novo, mas tem evoluído. Até há bem pouco tempo, o programador-cidadão não passava de um utilizador da Internet que pegava nas ferramentas existentes em programas como o Microsoft Excel ou o Access para criar soluções de que necessitavam para fazer uma determinada tarefa. Agora, o papel destes programadores parece ser diferente porque estão a ganhar espaço no mercado.


Um frigorífico que avisa quando não há leite? Que tal um que encomenda (e paga) mais alguns pacotes?

Por esta altura já estará perfeitamente familiarizado com a expressão “Internet das Coisas” (IoT), que foi uma das inovações disruptivas das primeiras edições deste relatório anual do Citi. A verdade é que já todos percebemos que olhar para a conectividade e para a Internet como uma coisa reservada aos computadores, tablets e smartphones é altamente redutor. Com ligações wi-fi e 3G/4G (e, em breve, 5G) e serviços de armazenamento na nuvem, tudo está ligado à internet — desde lâmpadas, eletrodomésticos, automóveis, fechaduras da porta, até peças de roupa…

Como se pôde ver, por exemplo, na feira tecnológica IFA de Berlim, em Setembro, as marcas estão a apostar fortemente no filão da conectividade inteligente. A cozinha, por exemplo, está sob um ataque tecnológico cerrado — especialmente os frigoríficos: a sul-coreana Samsung até tem uma gama de modelos que olham para o frigorífico como o centro da vida familiar (conectada), o Family Hub. Além dos frigoríficos que andam sozinhos, há frigoríficos que permitem ver, remotamente, o que está no interior — ou, mesmo, avisá-lo de quando lhe falta leite para os miúdos, por exemplo. Isto para nunca mais estar no hipermercado sem saber se a casa está servida disto ou daquilo.

Mas o Citi já está a pensar no passo seguinte, na área dos dispositivos inteligentes, e o passo seguinte pode ser ter os dispositivos a fazerem pagamentos por nós. No fundo, além de nos avisar que falta leite, o nosso frigorífico encomenda mais leite e, graças a um acesso seguro à nossa conta bancária, faz logo o pagamento. É fácil perceber a conveniência desta tecnologia e também não é difícil pensar no potencial que isto pode ter, sobretudo sabendo que, na Europa, entra em vigor em breve uma diretiva que quer flexibilizar, para quem autorizar, o acesso de terceiros às nossas contas bancárias. Os pagamentos em IoT podem levar-nos para um comércio verdadeiramente “sem fricções”, diz o Citi.

Criação de uma consola que comunica com os jogadores

Quando se fala de consolas de jogos, a imagem mais óbvia é a de alguém sentado, de comando na mão e olhos vidrados no ecrã do televisor. Mas a Nintendo teve uma ideia diferente. Lançou a Nintendo Wii, que esta noite chega a Portugal, por 250 euros.

O seu controlo remoto comunica com uma barra de sensores, que detecta os movimentos do jogador. Resultado: pode jogar-se de pé e usar o comando como se fosse o cabo de uma raquete de ténis ou um taco de golfe. A nova estratégia da Nintendo poderá fazer a empresa ganhar alguma margem de manobra numa área em que tem à sua frente a Sony, líder de mercado com a PlayStation, e a Microsoft, com a Xbox 360. Em vez de investir na qualidade gráfica e num maior realismo dos jogos, a Nintendo apostou num consola que diz ser para toda a família e que vem, desde logo, acompanhada pelo jogo Wii Sports.

De comando na mão, os jogadores irão ficar em frente ao televisor, sim, mas em pé a simular tacadas de golfe ou murros num combate de boxe. Sem quase se dar por isso, é muito provável que, no final do jogo, estejam cansados com tanto exercício físico.

A data de lançamento da Nintendo Wii na Europa é hoje à meia-noite, mas a consola já está disponível nos Estados Unidos, onde foi lançada a 19 de Novembro, e no Japão, onde chegou no sábado. Aí, logo nos dois primeiros dias vendeu 372.000 unidades. Nos Estados Unidos, a Nintendo adianta ter vendido mais de 600.000 consolas.

A Nintendo Wii traz dois comandos: o Wii Remote, bastante parecido com os habituais comandos de televisores, e o Nunchuck, que parece um joystick, mas cabe na palma da mão. Depois, em cima da televisão, é colocada uma barra de sensores que comunica com os comandos através de infravermelhos. Para além disso, os comandos comunicam também com a consola através da tecnologia Bluetooth, que permite a ligação sem fios através de radiofrequência entre dispositivos que se encontrem próximos.

No mercado português estarão disponíveis 5000 consolas a partir desta noite e mais 5000 antes do final do ano, diz Ana Margarida Gonçalves, gestora de produto da Concentra, que representa a Nintendo em Portugal.

Ainda antes do lançamento, foram feitas cerca de 600 reservas. Muitas serão hoje levantadas, à meia-noite, nas lojas que estarão abertas: a Fnac, a Game, a Worten e a Toys “R Us no Centro Comercial Colombo, em Lisboa. Esta última abrirá também no Almada Fórum, em Almada, e no Norte Shopping, em Matosinhos.

A antecessora da Wii foi a GameCube, lançada em 2002, que vendeu cerca de 8000 unidades em Portugal. No entanto, a Nintendo acredita que a nova consola terá mais sucesso. “A ideia não é fazer mais do mesmo, mas oferecer entretenimento aos utilizadores e uma máquina com novas potencialidades, para toda a família”, adianta Ana Margarida Gonçalves.

Aliás, o objectivo da Nintendo é demarcar-se dos concorrentes. “A Sony e a Microsoft pretendem melhorar os gráficos e a Nintendo quer oferecer mais diversão através do comando e fazer com que seja tudo muito simples e fácil de usar para todos”, refere.

A par da consola, a Nintendo irá lançar 20 jogos, do Wii Sports, que junta num só jogo cinco modalidades – ténis, boxe, basebol, golfe e bowling – ao clássico The Legend of Zelda. Mas haverá também o Wii Play, com vários jogos tradicionais, que proporcionará torneios de tiro aos pratos ou pinguepongue.